sexta-feira, 18 de março de 2016

A verdadeira história do Quebra Nozes

Um dos balés de repertório (a história representada com a dança) mais famoso no mundo é o de Quebra Nozes, cuja história é baseada em um conto escrito a mais de dois séculos.

O que é o Quebra Nozes?
Antes de tudo, é preciso saber que Quebra Nozes é um boneco de madeira de um soldado, cavaleiro ou rei, criado em meados do século XV na Alemanha. Esse boneco faz parte da cultura popular alemã e é considerado um dos símbolos de boa sorte, além de logicamente servir para quebrar nozes com seus dentes. Atualmente os bonecos Quebra Nozes se tornaram mais um objeto de decoração natalina.

A origem do conto e balé Quebra Nozes
O Quebra Nozes e o Rei dos Camundongos é originalmente um romance Natalino conhecido mundialmente, publicado em 1816, escrito pelo alemão Ernest Hoffmann.
O romance ganhou grande repercussão e serviu de inspiração para o compositor russo Tchaikovsky criar seu terceiro repertório de balé, O Quebra Nozes. O repertório foi estreado em 1892 na antiga capital da Rússia Imperial, São Petersburgo. O repertório ganhou grande destaque mundial, talvez mais que o próprio conto, atravessando décadas e até hoje é um dois mais importantes repertórios de balé do mundo. Devido seu tema, o repertório tradicionalmente é encenada em épocas natalinas.

A verdadeira história do Quebra Nozes
A história de Quebra Nozes se passa no Natal em alguma região da Europa Oriental em meados do século XIX.
Nessa noite, Marie e seu irmão estavam aguardando ansiosamente pelos presentes natalinos, em especial do seu padrinho que era uma famoso inventor. O presente dado por seu padrinho foi um Boneco Quebra Nozes, trajando roupas de soldado. O boneco chamou a atenção do irmão mais novo de Marie que logo o tomou de sua mão, em seguido ele colocou uma noz na boca do boneco para quebrar uma noz, porém isso fez danificar o mesmo. Desolada, Marie resolveu guardar o boneco dentro de seu armário, no entanto, pouco a pouco o boneco começa a se mover e a ganhar vida.
No início, ela pensa ser apenas fruto de sua imaginação, porém logo em seguida, vários camundongos começaram a aparecer debaixo do assoalho, sob o comando de um enorme camundongo de sete cabeças. Além do mais, os brinquedos também começaram a ganhar vida. Quebra Nozes então, assume a liderança dos brinquedos e uma batalha começa. Quando os brinquedos estavam com a vitória próxima, os camundongos reagiram e quase derrotaram os brinquedos, que foram salvos graças a Marie, que arremessou seu sapato na direção dos camundongos, que desmaia em seguida.
No dia seguinte, ela acorda desesperada e resolveu contar ao seus pais o ocorrido, porém não acreditaram da situação. Vendo a situação caótica da afilhada, o padrinho que dera o Quebra Nozes para Marie conta uma história de uma princesa que teria expulsado de seu reino um homem que teria se transformado em um Quebra Nozes, cujo o mesmo teria salvo a princesa de um feitiço anterior.
Depois de ouvir a história, Marie ouve sussurros de um camundongo, planejando a morte do boneco Quebra Nozes. Ciente do perigo, o boneco pediu a Marie uma espada, que consegue através de um boneco de chumbo e foi ao ataque. No dia seguinte, ele apareceu com as sete cabeças e sete coroas do Rei Camundongo e levou Marie consigo para o Reino das Bonecas, deixando-a deslumbrada.
Em casa novamente, Marie relembrou os momentos passados com Quebra Nozes e promete que se ele fosse de verdade, ela nunca se comportaria como a princesa da história do Padrinho e muito menos o rejeitaria, com promessa de amá-lo de qualquer forma, seja na forma de boneco ou humano (semelhante mensagem da Bela e a Fera).
Pouco tempo depois, o padrinho chegou com um jovem sobrinho, que cochicha para Marie, que ao jurar o amor independente de sua forma, o feitiço lançado pela Rainha dos Camundongos foi quebrado, e assim como aconteceu com Pinóquio, o boneco Quebra Nozes ganhou vida.
Depois de um ano, o antigo Quebra Nozes, pediu Marie em casamento e os dois viveram felizes para sempre no Reino das Bonecas.

Adaptações do Quebra Nozes
O escritor francês Alexandre Dumas, adaptou o romance e serviu como base para o tradicional balé russo de Tchaikovsky. Além do balé, vários outras versões foram adaptadas, tais como em Tom e Jerry, Mickey Mouse e até mesmo uma versão da Barbie.

4 comentários:

  1. Eu conheço a versão da Barbie... E me lembro vagamente que era linda!

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem pessoas sou a Larissa amo muito vcs





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi isso so foi uma brincadeira

      Excluir