domingo, 22 de março de 2015

A verdadeira história do Titanic

Quem nunca se emocionou com o Famoso filme Titanic de 1997, estrelado pelo Leonardo Di Caprio!? Um filme baseado em fatos reais e emocionante que retratou o amor entre Jack e Rose em um naufrágio de um grande navio transatlântico, após a colisão em um iceberg.


O que é o Titanic?

Royal Mail Ship (RMS) Titanic foi um navio transatlântico (cruzar o Oceano Atlântico), construído na Irlanda do Norte, com uma das mais avançadas tecnologia da época e com o objetivo de ser o navio mais luxuoso e seguro do mundo. Devido ao alto investimento tecnológico e publicitário, o navio foi popularmente referenciado como inafundável.

Depois de alguns testes e com a declaração de aptidão para viajar em alto mar, o navio fez sua viagem inaugural em 1912, partindo de Southampton, Inglaterra, com destino à Nova York, EUA.

A verdadeira história do Titanic

Em 10 de abril de 1912, o navio RMS Titanic, dava início a sua primeira e última viagem, com mais de 2200 pessoas a bordo.
Logo após sua partida, antes mesmo de estar em alto mar, um fato curioso ocorreu, o Titanic quase se choca com outro navio que estava nas proximidades do porto. Talvez seria uma forma de aviso, em que a viagem inaugural da embarcação não seria bem sucedida? Mesmo com o susto, a viagem aconteceu depois de 30 minutos do incidente.
Na noite do dia 14 de abril, o Titanic estava navegando em águas geladas em tempo limpo, porém por um erro grotesco pela falta de comunicação de rádio, o comando não fora informado do perigo que estaria por vir. Os vigias do mastro do navio, identificaram um grande iceberg logo a frente do navio, sem muito o que fazer, os vigias alertaram o comando, porém já era tarde. O navio tentou desviar do iceberg, mas a lateral direita foi arranhada bruscamente. E assim, lentamente o Titanic foi afundando, durante 2 horas e 40 minutos.
O resgate mais próximo, demoraria mais de 4 horas para chegar ao local do incidente, tempo suficiente, para matar toda a população à bordo, se estivesse nas águas geladas. Pois, como a água estava muito gelada, várias pessoas que caíram na água, morriam de hipotermia, poucos minutos depois. Além do mais, os botes de salva-vidas, não eram suficientes para salvar todos. Desse modo, quase 70% das pessoas á bordo morreram.
Se o comando do navio fosse informado via rádio sobre os icebergs, o naufrágio poderia ser facilmente evitado. A culpa do naufrágio não foi do iceberg, e sim das pessoas que seriam responsáveis pela comunicação.

O filme Titanic

Pela toda sua grandiosidade e expectativa do navio, o naufrágio e a quantidade de mortes, gerou grande impacto e repercussão internacional. Nesse sentido, vários filmes foram adaptados sobre a história do Titanic, mas é a versão de 1997, sob a direção de James Cameron, estrelado pelo galã Leonardo Di Caprio, a mais famosa de todas (quem nunca se lembra da cena em que Rose e Jack estão na proa do navio!?). Apesar do filme ser da década de 90, ainda é um dos filmes de maior bilheteria de todos os tempos, visto por quase 400 milhões de pessoas em todo o mundo.
Com esse número, o filme Titanic ainda ocupa a segunda posição de maior bilheteria nos cinemas e está entre os três filmes que mais ganharam o prêmio máximo dos cinemas, o Óscar, com 11 premiações.
Cena famosa do filme Titanic, com Jack e Rose.



Jack realmente existiu?

Para a tristeza dos fãs, Jack e Rose são apenas criações do diretor James Cameron. Os personagens foram criados com a intenção de criar um romance trágico para prender os telespectadores nas salas dos cinemas.
Mas uma coisa é certa, dentre os passageiros, treze casais estavam aproveitando a viagem, para comemorar a lua de mel. Então, com certeza, uma cena caliente e trágica aconteceu de verdade.


Nenhum comentário:

Postar um comentário