terça-feira, 20 de agosto de 2013

A verdadeira história da Cachinhos Dourados

A história da garota intrometida e atrevida, que entra na casa de uma família de ursos para comer a comida (mingau) deles, sentar em suas cadeiras e dormir em suas camas, também é um clássico do início do século XIX que o tempo e a cultura o modificou.

A história que a maioria das pessoas conhecem é aquela ilustrado em livros infantis e desenhos animados, em que a menina levada encontra uma casa vazia, curiosa como toda criança resolve adentrar na casa. Ao entrar, ela encontra três tigelas de mingau, uma grande, uma média e outra pequena. Depois de uma boa refeição, ela resolve tirar aquela soneca que é praticamente uma tradição, após a boa refeição. No entanto, quando Cachinhos Dourados acorda, depara-se com três ursos, muito bravos pela invasão da pequena folgada. Apavorada, Cachinhos Dourados pula a janela desesperadamente, fugindo pelo bosque, ficando a lição de nunca mais entrar em uma casa sem que seja convidada.


A verdadeira história da Cachinhos Dourados, não é exatamente como a que conhecemos.
Primeiro: Nas primeiras versões, Cachinhos Dourados paga caro por seus delitos e não termina com um final feliz. Devido suas travessuras, os ursos não a deixam escapar e a devoram.
Segundo: Cachinhos Dourados não era uma garotinha, mas
sim uma velha suja, peluda e rabugenta.
Terceiro: Os ursos na verdade não eram uma família, eram três machos, um médio, um grande e um enorme.

4 comentários:

  1. Legal mas prefiro as histórias da Disney, pelo menos em algum lugar o final é feliz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem gosta de fugir um pouco da realidade para um mundo fantasioso utópico, sem sombra de dúvidas, as versões das Dinsey são melhores.

      Excluir
  2. mim orar do nome do pai do filho do espirito santos amém

    ResponderExcluir