terça-feira, 7 de junho de 2016

A verdadeira história do Leatherface

O Massacre da Serra Elétrica

Leatherface é o principal antagonista do filme O Massacre da Serra Elétrica, criado em 1974.
O filme foi baseado em fatos reais, e quem serviu de inspiração para dar origem a uns dos personagens mais medonhos de filmes de terror foi o americano Edward Theodore Gein. O personagem Leatherface é filho de um casal incesto (parentes próximos), usa uma marcara medonha feita de pele humana para assassinar suas vítimas com um motosserra e outras ferramentas a mando de sua própria família. Traduzindo o nome para o português, Leatherface significa Rosto de Couro.

A verdadeira história do Leatherface

Edward Theodore Gein, a pessoa em que o filme se baseou, teve uma infância conturbada. Sua mãe desprezava seu pai, por estar sempre desempregado e bêbado, porém mantinha o casamento por questões religiosas.
Na escola, o jovem Ed. Gein não podia se relacionar com as pessoas a mando da mãe, por isso sempre vivia a maior parte do tempo sozinho. Sua mãe também reservava parte do dia para ler trechos da Bíblia sobre a morte, punição e castigos divinos.
Não sendo suficiente, a mãe dele sempre dizia que o mundo era repleto de imoralidade e que todas as mulheres eram frutos do diabo, servindo apenas para a procriação. De tanto ouvir isso de sua mãe, Ed Gein desprezava as meninas e era alvo de bullying na escola.
Como podemos ver com essa educação extrema, talvez a própria mãe de Ed Gein foi a responsável pela criação do assassino Leatherface!

Anos mais tarde, quando Ed. Gein já era um adulto trabalhador, um incêndio destruiu a casa da família e seu irmão mais velho Henry Gein foi encontrado morto por bombeiros. Ed. disse à polícia que ele teria morrido por causo do incêndio, porém legistas concluíram que seu irmão teria morrido por asfixia, porém ele não foi indiciado pela morte.
Depois de perder seus pais e seu irmão, Ed Gein ficou completamente sozinho, continuou a trabalhar com pequenos serviços de baixa remuneração e começou a cultuar histórias que envolviam a morte, o canibalismo, etc.

E foi no ano de 1957 que Ed. Gein começou a ser investigado pelo desaparecimento de um proprietário de uma loja de ferragens, Bernice Worden. A suspeita começou, pois uma testemunha disse aos policiais que Ed. Gein foi a última pessoa que Bernice havia atendido naquela noite.
Isso foi suficiente para os investigadores conseguirem entrar na casa dele e encontrarem os restos mortais de Worden. Na casa encontraram o corpo decapitado e pendurado pelos pés de cabeça para baixo com as costelas separadas e o tronco vazio. Além de encontrarem o corpo do comerciante, eles encontraram várias outras bizarrices feitos de restos mortais de seres humanos, tais como máscaras, calças, cintos e abajur de pele humana, tigelas de crânios, etc.
Após ser preso, confessou ter desenterrado vários corpos de mulheres para fazer um tipo de roupa com pele humana para ele poder se vestir e fingir ser uma mulher.
Um dos policiais responsáveis pela investigação ficou tão traumatizado com os horrores cometidos pelo criminoso que chegou um ataque cardíaco e veio a falecer, depois de uma semana da interrogação.
Ed Gein foi considerado um louco, e por esse motivo ficou vários anos internado em uma clínica psiquiátrica. Em 1968, os médicos declararam que ele estaria curado da insanidade e que poderia ir ao julgamento por seus crimes. O julgamento que demorou uma semana, absolveu seus crimes devido a sua insanidade, retornando assim ao hospital psiquiátrico, local onde passou o resto de suas vidas, até a sua morte, em 1984.

A inspiração para o filme

O assassino verdadeiro não usava uma motosserra para matar suas vítimas. A primeira vítima encontrada pelos investigadores, por exemplo, foi morta por diversos tiros, somente depois que seu corpo foi dilacerado.
Leatherface também não chegou a matar muitas vítimas, sendo assim, não é considerado um serial killer, mas apesar de não ser um assassino em série, os atos mencionados cometidos por ele, o tornam um louco/insano. Em princípio ele teria matado apenas duas pessoas, porém teria exumado vários corpos de um cemitério para retirar membros e outras partes do corpo como lembrança/troféu.
Esse comportamento bizarro de exumador de cadáveres e artesão de restos mortais, tornaram Ed Gein famoso, a tal ponto de servir de inspiração para um filme de terror e várias outras adaptações nos cinemas e videogames.

2 comentários:

  1. Como uma mãe pode educar o filho desse jeito!? Não poderia ter formado uma pessoa melhor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, muitas dessas atrocidades são provenientes da própria educação de casa! Os próprios pais acabam criando esses monstros...

      Excluir