sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

A verdadeira história do Panetone

Uma das primeiras coisas que vem na cabeça quando está próximo do Natal é o Panetone, o famoso pão adocicado cheio de frutas cristalizadas ou de chocolate, que não pode faltar nas ceias de Natal. Porém, poucos conhecem a sua origem e sua verdadeira história antes de ser eternizada nas famílias brasileiras, como um dos principais símbolos natalinos.

O que é o Panetone?
Panetone é um tipo de pão doce recheado com frutas secas, tradicionalmente consumido em épocas natalinas.Assim como o Papai Noel e a Árvore de Natal, o Panetone é um dos principais símbolos do Natal e um dos principais alimentos tradicionais que não pode faltar na mesa dos brasileiros.

Com o passar dos anos, a receita tradicional passou por algumas inovações e mudanças com ingredientes regionais e novos, dando origem ao Chocotone, Colomba Pascal, etc., porém sem perder sua originalidade.

A origem do Panetone
Panetone tem origem Milanesa (Itália), porém várias histórias e até lendas explicam de diferentes maneiras a sua origem.
Segunda a lenda do Panetone, a receita do pão natalino foi criado por um padeiro chamado Toni em homenagem a uma mulher que ele amava, que era filha do proprietário do estabelecimento que Toni trabalhava. O pão adocicado ganhou gosto popular, e logo passou a ser conhecido como o "Pane di Toni", o Pão de Toni, e posteriormente Panetone.

Outra lenda da criação do Panetone, também envolve o Padeiro Toni. No entanto, essa lenda, ao invés do amor o Panetone teria sido criado acidentalmente.
No final do século I, o padeiro estava exausto pela produção de várias encomendas de pães e tortas para o Natal. O cansaço era tão grande que ao invés de colocar os ingredientes tradicionais dos pães, Toni colocou uvas passas acidentalmente. Para tentar reparar o erro, ele misturou outros ingredientes que compõem originalmente a receita e entregou com grande receio ao seu chefe. Para sua surpresa, seu chefe teria adorado essa nova receita natalina e como homenagem, teria colocado o nome da receita como Pane di Toni, ou simplesmente Pão de Toni.

Panetone no Brasil
Como já sabemos que o Panetone não é brasileiro, ele chegou no Brasil depois de muitos anos, durante a Segunda Guerra Mundial, com a chegada de imigrantes italianos. Junto com os italianos, veio a famosa receita do Panetone.
No final da década de 1940, a família italiana Bauducco, a fábrica mais conhecida e tradicional no Brasil de panetones, foi uma das pioneiras na produção desse pão em terras brasileiras. Em pouco tempo a tradição entrou no gosto popular, e aos poucos o Panetone foi se tornando um alimento símbolo natalino e essencial na mesa dos brasileiros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário